Estendendo o escopo da Cromatografia de íons – Técnicas hifenadas

Hyphenated techniques

Os cromatógrafos de íons Metrohm podem ser acoplados com sistemas sofisticados de amostragem (PILS, MARGA e CIC), sistemas de detecção altamente sensíveis (IC-MS, IC-ICP/MS), além de estender o escopo do equipamento.

Outra opção é a combinação de um IC Metrohm com tecnologias complementares de nosso portfólio, como titulação e voltametria. TitrIC e VoltIC, respectivamente, permitem análises multiparâmetros em um sistema único.

Sistemas Hifenados systems (16)

Show all systems: Sistemas Hifenados (16)

Combustion IC 

O CIC amplia o escopo de automação em cromatografia de íons para todos os tipos de amostras combustíveis.

No CIC, amostras são digeridas por pirólise em um forno. Os compostos gasosos resultantes são passados em uma solução de absorção e então transferida para um cromatógrafo de íons Metrohm para injeção e análise.

CIC é o método preferido para se determinar vários halogênios e enxofre em matrizes de sólidos, líquidos e gases.
  • Para análises de rotina completamente automatizadas. 
  • Superior a métodos de digestão offline tanto na taxa de transferência de amostras quanto na exatidão dos resultados.
  • Qualificação e quantificação da concentração de cada um dos diferentes halogênios.

CIC atende as seguintes normas oficiais

  • ASTM D7359-08 Método padrão de teste para flúor, cloro e enxofre total em hidrocarbonetos aromáticos e suas respectivas misturas por combustão oxidativa pirohidrolítica seguida de detecção por cromatografia de íons (Combustion Ion Chromatography, CIC)
  • UOP991-11 Cloreto, fluoreto e brometo em líquidos orgânicos por Combustion Ion Chromatography (CIC)
  • ASTM D5987-96(2007) Método padrão de teste para flúor total em carvão e coque por métodos de extração pirohidrolítica e eletrodo de íon seletivo ou por cromatografia de íons.
  • ASTM WK 24757 Análise de F, Cl, S em LPG
  • ASTM D7994-17 Método de teste padrão para flúor total, cloro e enxofre em cás de petróleo líquido (GLP) por combustão oxidativa pirohidrolítica seguido por detecção de cromatografia de íons (Combustion Ion Chromatography-CIC)

Aplicações tentadas e testadas para CIC

  • Substâncias ambientalmente relevantes (óleo, resíduos de plástico, vidro, carvão ativo, ...)
  • Componentes eletrônicos (placas de circuitos impressos, resinas, cabos, isolantes, ...)
  • Combustíveis (gasolina, querosene, óleo cru, óleo de aquecimento, carvão, butano, propano, gás natural, catalisadores, ...)
  • Plásticos (polímeros como polietileno, polipropileno)
  • Corantes (pigmentos, tintas, ...)
  • Produtos farmacêuticos (matéria buta, intermediários, produtos acabados, …)
  • Alimentos (óleos, temperos, condimentos e fragrâncias, …)

Downloads

Monitoramento do ar

Poluição atmosférica é um efeito colateral da rápida industrialização e tem se tornado um fenômeno muito difundido.

Quando combinados com técnicas sofisticadas de amostragem, os cromatógrafos de íons da Metrohm são uma ferramenta adequada para o monitoramento abrangente de parâmetros críticos de poluição atmosférica.

Monitoramento do ar 24/7 com MARGA

MARGA (Monitor for AeRrosols and GAses / Monitor para Aerossóis e Gases) é uma solução dedicada para monitoramento atmosférico online.

MARGA coleta a carga iônica (ânions e cátions) do aerossol e a fração gasosa de um volume definido do ar, faz a solubilização e injeta num cromatógrafo de íons de duplo canal para análise subsequente. Aprenda mais sobre MARGA aqui.

Particle Into Liquid Sampler (PILS)

O PILS transfere os aerossóis de um volume definido de ar em fase aquosa.

O PILS pode ser interfaceado com qualquer cromatógrafo de íons Metrohm para análise de vários parâmetros dos aerossóis. Aprenda mais sobre este sistema de amostragem aqui.

Medições combinadas para a análise de íon abrangente

Comprehensive analysis of ionic components in water may require direct measurement, titration, ion chromatography, and voltammetry. Combine these techniques in a single analytical system to determine the complete range of ions out of one sample.

TitrIC flex – multiparameter analysis by combining titration and IC

The advantages of TitrIC flex at a glance:
  • Unique combination of titration, direct measurement, and ion chromatography (all from the same supplier)
  • Titrations and ion chromatography performed in parallel
  • All results in a common database and combined in a shared report
  • One autosampler for three analytical techniques
  • Titration and ion chromatography applied independently or in combination
  • Expandable, modular OMNIS Sample Robot for increased sample throughput

TitrIC flex I

TitrIC flex I for combined titrimetric and ion chromatography measurement

  • Direct measurement of temperature, conductivity, and pH value
  • Titrimetric determination of the p and m values, calcium and magnesium
  • Simultaneous anion determination by ion chromatography (after ultrafiltration)

> Learn more about TitrIC flex I

TitrIC flex II

TitrIC flex II for combined titration and anion and cation measurement with ion chromatography

  • Direct measurement of temperature, conductivity, and pH value
  • Titrimetric determination of p and m values
  • Simultaneous determination of anions and cations (including calcium and magnesium) by ion chromatography after ultrafiltration
  • Automatic ion balance calculation

> Learn more about TitrIC flex II

Downloads

VoltIC Professional – Cromatografia de íons combinado com voltametria

VoltIC Professional combina a cromatografia de íons com a voltametria em uma ferramenta única e poderosa para análises de traços de íons.

Aprenda mais sobre VoltIC Professional aqui.

Downloads

IC/MS e IC-ICP/MS - acoplamento decromatografia de íons com espectrometria de massaIC/MS and IC-ICP/MS – coupling ion chromatography with mass spectrometry

Você pode expandir o alcance do que a cromatografia de íons pode fazer acoplando-o com um espectrômetro de massa (IC-MS) ou um espectrômetro de massa com plasma indutivamente acoplado (IC-ICP / MS). Como resultado, você vai se beneficiar de um aumento da sensibilidade e seletividade. E isso lhe permitirá realizar determinações para o máximo de confiabilidade , por exemplo, o acompanhamento das impurezas tóxicas (tais como ácidos haloacéticos) na água potável.

Além de ceder os dados quantitativos, estas técnicas também fornecer informações qualitativas sobre a amostra.